Sábado
21 de Outubro de 2017 - 
Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado! (Rui Barbos ...
Viver significa lutar.(Seneca)
O mal não pode vencer o mal. Só o bem pode fazê-lo. (Leon Tolstoi)

Visitas por email

Bolsa de Valores

Bovespa 0,14% . . . .
NASDAQ 0,36% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Belém, PA

34ºC
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Belém, PA

34ºC
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Segunda-feira - Belém...

33ºC
25ºC
Poss. de Panc. de Ch

Terça-feira - Belém,...

31ºC
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,18 3,18
EURO 3,75 3,75
IENE 0,03 0,03
LIBRA ES ... 4,20 4,20

Corregedoria Nacional avalia atos delegados aos Cartórios de Notas

A Academia Notarial Brasileira (ANB) e o Colégio Notarial do Brasil (CNB), com apoio do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM) e da Corregedoria Nacional de Justiça, promovem no dia 24 de outubro, no STJ, o Seminário Nacional Desjudicialização: Divórcios, Separações, Inventários e Partilhas - 10 anos no Tabelionato de Notas. O evento, que analisa os 10 anos dos atos delegados aos Cartórios de Notas de todo o Brasil por meio da Lei nº 11.441/07, reúne notários nacionais e estrangeiros, advogados e juristas. Também participam o juiz auxiliar da Corregedoria Nacional Márcio Evangelista e o corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, que encerra o encontro.O seminário é gratuito, e a inscrição pode ser feita por meio do link: goo.gl/Rcasdf Avanços e economia Em uma década de vigência, a Lei nº 11.441/07 possibilitou a realização de 1,5 milhão de atos, em que 852.929 foram inventários, 13.973 partilhas, 42.936 separações e 421.187 pórcios, segundo a Central Notarial de Serviços Compartilhados (CENSEC), administrada pelo CNB. A inovação teve repercussão também em economia para os cofres públicos. Segundo estudo do Centro de Pesquisas sobre o Sistema de Justiça brasileiro (CPJus) em 2013, cada processo que entra no Judiciário custa em média R$ 2.369,73 para o contribuinte. Com a delegação destas atribuições aos Tabelionatos de Notas, o Poder Público e, consequentemente, os contribuintes economizaram mais de R$ 3,5 bilhões. O seminário abre, ainda, a possibilidade de um debate com notários de outros países, integrantes da União Internacional do Notariado (UINL) – entidade que reúne 87 países do mundo que praticam o mesmo modelo de notariado existente no Brasil – e que trarão experiências internacionais, como a prática de inventários com litígios em Portugal, a mediação e a conciliação na Espanha e os pórcios e separações com menores na Argentina. Serviço Evento: Seminário Nacional Desjudicialização: Divórcios, Separações, Inventários e Partilhas - 10 anos no Tabelionato de Notas. Data: 24 de outubro de 2017 Horário: 8h30 às 18h Local: Superior Tribunal de Justiça (STJ) – SAFS, Quadra 06, Lote 1, Trecho III – Brasília/DF. Informações: http://www.notariado.org.br/ Corregedoria Nacional da Justiça com informações do CNB.
13/10/2017 (00:00)
Acessos  907797
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.