Segunda-feira
20 de Novembro de 2017 - 
Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado! (Rui Barbos ...
Viver significa lutar.(Seneca)
O mal não pode vencer o mal. Só o bem pode fazê-lo. (Leon Tolstoi)

Visitas por email

Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Belém, PA

35ºC
23ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - Belém,...

35ºC
24ºC
Pancadas de Chuva

Quarta-feira - Belém,...

35ºC
25ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Belém,...

35ºC
25ºC
Poss. de Panc. de Ch

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,28 3,28
EURO 3,87 3,87
IENE 0,03 0,03
LIBRA ES ... 4,32 4,33

Magistrados participam de encontro pela solução pacífica de conflitos

O 3º vice-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Saulo Versiani Penna, participou do Encontro pela Solução Pacífica de Conflitos Empresariais e adesão ao Pacto pela não Judicialização dos Conflitos. O evento, que pretende mudar a cultura do litígio no Brasil e propiciar ambiente favorável à adesão e à incorporação do tema nas políticas institucionais empresariais, ocorreu no auditório da sede da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Minas Gerais (OAB/MG), na capital. A iniciativa tem como objetivo conscientizar as empresas e estimular a adoção, para a resolução de conflitos, de práticas como a arbitragem, a conciliação e a mediação. O entendimento das entidades empresariais é que ações judiciais causam prejuízos à imagem das marcas e altos custos para as companhias. No evento os empresários foram convidados a aderir ao Pacto pela Não Judicialização dos Conflitos, que é um compromisso para adotar, interna e externamente, práticas condizentes com os métodos consensuais de solução de conflitos. O 3º vice-presidente, que preside o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal, enfatiza que transformar a maneira de as pessoas encararem um situação de controvérsia e ajudá-las a compreender que a conversa e a disposição para o entendimento podem ser benéficos e simultaneamente eficazes exige a criação de uma rede de fomento à conciliação. “O Judiciário não pode prescindir de parceiros na defesa de uma forma pacífica de solucionar impasses. A judicialização e a lógica adversarial muitas vezes não resolvem a questão entre as partes e não atendem às necessidades delas, ao passo que um acordo é sempre fruto de uma negociação em que ambos os lados se manifestam e defendem seus interesses, procurando ouvir argumentos e fazendo um esforço para considerar aspectos que não estavam inicialmente em seu horizonte”, pondera Versiani Penna. Busca do acordo O encontro é realizado pela OAB/MG, pela CACB, por meio da Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem Empresarial (CBMAE), e pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado Minas Gerais (Federaminas), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). As entidades comerciais e empresariais chegaram à conclusão de que os conflitos entre cidadãos e da população com as empresas e com o próprio Estado geram repercussão em persos segmentos sociais. Essas tensões comprometem o avanço econômico e a competitividade das empresas e afetam negativamente a reputação do país no mercado para investimentos e realização de negócios. Outros encontros ocorreram em datas anteriores em persos locais pelo país: em março de 2014, em São Paulo, graças a uma parceria do Sebrae com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio da sua Comissão de Acesso à Justiça, e com a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB). Em outubro de 2015, o "Encontro pela Solução Pacífica de Conflitos Empresariais e Adesão ao Pacto pela não Judicialização dos Conflitos” aconteceu no Maranhão, enquanto Goiás recebeu a iniciativa em março de 2016. Com informações da Federaminas e da CBMAE
18/05/2017 (00:00)
Acessos  916681
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.