Sábado
21 de Outubro de 2017 - 
Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado! (Rui Barbos ...
Viver significa lutar.(Seneca)
O mal não pode vencer o mal. Só o bem pode fazê-lo. (Leon Tolstoi)

Visitas por email

Bolsa de Valores

Bovespa 0,14% . . . .
NASDAQ 0,36% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Belém, PA

34ºC
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Belém, PA

34ºC
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Segunda-feira - Belém...

33ºC
25ºC
Poss. de Panc. de Ch

Terça-feira - Belém,...

31ºC
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,18 3,18
EURO 3,75 3,75
IENE 0,03 0,03
LIBRA ES ... 4,20 4,20

Semana da Criança: crianças acolhidas em Aracaju recebem presentes

A Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ) do Tribunal de Justiça de Sergipe realizou, na terça-feira, 10/10, a entrega de presentes para as crianças acolhidas nos Abrigos Sorriso, Caçula Barreto e Casas Lares 1, 2, 3 e 4, em Aracaju. Além da entrega dos presentes, a ação objetiva proporcionar a interação entre os voluntários e as crianças e adolescentes acolhidos, num momento de recreação e lazer. Esta iniciativa, desenvolvida em formatos persos no âmbito do Programa de Apadrinhamento Ser Humano, vem beneficiando centenas de crianças e adolescentes acolhidos em entidades localizadas em Sergipe. Neste ano, os presentes foram doados por magistrados do TJSE, tendo como coordenadora da ação a Juíza Karyna Torres Abdala. “É uma ato de doação, os magistrados já fazem isso há alguns anos, através da entrega do próprio brinquedo ou com valores. A meta é que que cada criança receba um presente e, esse ano, conseguimos presentear todas elas”, destacou a magistrada. Em outras cidades, além de Aracaju, os magistrados se encarregaram de organizar a arrecadação e a entrega festiva dos presentes para as crianças acolhidas, a exemplo da Juíza Erika Magri Milani, em Indiaroba; Tatiany Chagas, em Estância; Heloísa Castro Alves, na Barra dos Coqueiros; Taiane Danusa, em Itabaiana; e Ana Lígia Alexandrino, em Frei Paulo. A entrega dos presentes para as crianças e adolescentes acolhidos nas demais comarcas acontecerá durante visita agendada para um parque de persões ainda nestes mês de outubro. A Juíza Coordenadora da Infância e Juventude, Iracy Mangueira, destacou que as visitas as entidades de acolhimento, além da entrega dos presentes, são momentos de interação com as crianças. “A ação de presentear as crianças acolhidas em Sergipe está inserida dentro de um programa que visa cadastrar pessoas interessadas em colaborar e interagir, trazendo amor e carinho para essas crianças”. “O Tribunal tem uma papel muito importante na vida dessas crianças. Receber as juízas aqui no abrigo, conhecendo as crianças é muito importante, ainda mais quando se constata que uma parcela muito grande da sociedade não sabe da existência delas. Esta é uma ação feliz, pois não tem nada mais legal na vida de uma criança do que ganhar um brinquedo. A intenção é cada vez mais estreitar a parceria com o Judiciário para que as crianças fiquem acolhidas o menor tempo possível. Que elas sejam inseridas em famílias que cuidem delas e as façam felizes”, afirmou a Secretária da Família e da Assistência Social do município, Eliane Aquino, responsável pelas entidades de acolhimento em Aracaju. Meu Padrinho BombeiroA Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) participou também, no sábado, 07/10, das comemorações ao Dia das Crianças realizada pela Secretaria da Assistência Social de Aracaju e Governo do Estado, através do Corpo de Bombeiros de Sergipe, denominado “Meu Padrinho Bombeiro”. No evento, CIJ montou um stand para pulgação dos procedimentos para Adoção e das modalidades de apadrinhamento, com distribuição do Informe Legal e de folders da programa Apadrinhamento Ser Humano.Uma das crianças acolhidas, de 09 anos, ganhou, por sorteio, a oportunidade de sobrevoar a cidade com o Grupamento Tático Aéreo (GTA) da Polícia Militar de Sergipe (PM-SE). Animada, ela que nunca tinha visto um helicóptero, a não ser pela televisão. “Eu adorei ver as casinhas pequenininhas, bem lá do alto. Vi o rio, a praia e também a Casa Lar onde eu moro com meus outros irmãos. É tudo muito bonito, eu vou contar para todo mundo. Estou tão feliz que não sei se vou conseguir dormir hoje!”, relatou contente. Com informações e imagens da Semfas
13/10/2017 (00:00)
Acessos  907807
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.