Terça-feira
22 de Agosto de 2017 - 
Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado! (Rui Barbos ...
Viver significa lutar.(Seneca)
O mal não pode vencer o mal. Só o bem pode fazê-lo. (Leon Tolstoi)

Visitas por email

Bolsa de Valores

Bovespa -0,12% . . . .
NASDAQ -0,05% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Belém, PA

35ºC
24ºC
Pancadas de Chuva

Quarta-feira - Belém,...

31ºC
23ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - Belém,...

33ºC
21ºC
Pancadas de Chuva

Sexta-feira - Belém, ...

33ºC
21ºC
Poss. de Pancadas de

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,14 3,14
EURO 3,71 3,71
IENE 0,03 0,03
LIBRA ES ... 4,06 4,06

Manchetes jurídicas

Governo brasileiro deve conceder benefício assistencial a estrangeiros residentes no país, decide STF

Por unanimidade de votos, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a condição de estrangeiro não impede o recebimento do Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) às pessoas com deficiência e aos idosos que comprovem não possuir meios de prover o próprio sustento ou ter a subsistência provida por sua família, desde que atendidos os requisitos necessários para a concessão. O posicionamento foi adotado para negar provimento ao Recurso Extraordinário n. 587970, com repercussão geral reconhecida, no qual o Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) questionava decisão da Primeira Turma Recursal do Juizado Especial Federal da 3ª Região que o condenou a conceder a uma italiana residente no Brasil há 57 anos o benefício assistencial de um salário mínimo, previsto no artigo 203, inciso V, da Constituição Federal. Segundo o Ministro Marco Aurélio, relator da Matéria no STF, a Constituição Federal não fez distinção entre brasileiro nato ou naturalizado e estrangeiro residente no país quando assegurou assistencial social aos desamparados. “O texto fundamental estabelece que a assistência social será prestada a quem dela necessitar, sem restringir os beneficiários somente aos brasileiros natos ou naturalizados”, asseverou o Ministro. Para fins de repercussão geral, aprovou-se a seguinte tese: “Os estrangeiros residentes no país são beneficiários da assistência social prevista no artigo 203, inciso V, da Constituição Federal, uma vez atendidos os requisitos constitucionais e legais”. Confira o inteiro teor da decisão. .
21/04/2017 (00:00)
Acessos  890968
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.