Sábado
21 de Outubro de 2017 - 
Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado! (Rui Barbos ...
Viver significa lutar.(Seneca)
O mal não pode vencer o mal. Só o bem pode fazê-lo. (Leon Tolstoi)

Visitas por email

Bolsa de Valores

Bovespa 0,14% . . . .
NASDAQ 0,36% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Belém, PA

34ºC
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Belém, PA

34ºC
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Segunda-feira - Belém...

33ºC
25ºC
Poss. de Panc. de Ch

Terça-feira - Belém,...

31ºC
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,18 3,18
EURO 3,75 3,75
IENE 0,03 0,03
LIBRA ES ... 4,20 4,20

Manchetes jurídicas

Presidente do TJ-PR recebe presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB

Presidente do TJ-PR recebe presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB Advogado Everaldo Bezerra Patriota elogiou a atuação do Poder Judiciário paranaense na aplicação de penas e na ressocialização dos condenadosQua, 11 Out 2017 18:08:00 -0300 Nesta terça-feira (10/10), o Presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), Desembargador Renato Braga Bettega, recebeu a visita do Presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Everaldo Bezerra Patriota. O advogado, após conhecer a Unidade de Progressão da Penitenciária Central do Estado (PCE-UP), em Piraquara, disse ter ficado impressionado com o que viu. “Há mais de 30 anos que visito presídios. E qual não foi a minha surpresa ao ver em Piraquara um ambiente salubre, um ambiente de higiene, um ambiente sem tensão, nem dos custodiados, nem dos agentes!” Ele elogiou a atuação do Tribunal de Justiça do Estado e do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Penitenciário (GMF-PR). “O Poder Judiciário [paranaense] está fazendo algo. Comina pena, vê na pena um sentido de não vingança, de não retribuição do delito, mas de ressocialização. Depois que o sujeito sai de Piraquara, ele vai para o Escritório Social. E ali se constrói uma reinserção social. Esse é o futuro da execução da pena”, ressaltou. Ainda de acordo com Patriota, a paz social somente é encontrada se, com o cumprimento da pena, a pessoa também seja reconstruída. “O que é paz social? É essas pessoas pagarem suas penas, mas serem reconstruídas. E voltarem para a sociedade para construir, para trabalhar, para cuidar de suas famílias e não para reincidirem.” Reunião Também participaram da reunião o Desembargador Ruy Muggiati, supervisor do GMF-PR; O Juiz Eduardo Lino Bueno Fagundes Junior, coordenador do GMF-PR; o Advogado Alexandre Salomão, presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-PR; e a Advogada Myrtes Rotoli Macedo.
11/10/2017 (00:00)
Acessos  907826
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.